Uma professora que inspira seus alunos com arte e Libras!

Fundo azul claro com figuras transparentes de mãos fazendo o sinal de "I Love you" em língua de sinais, com o polegar, o indicador e o mindinho levantados. No centro há o desenho de uma professora de cabelos claros e alaranjados, óculos vermelho, pele branca, blusa rosa e saia azul. ao seu lado esquerdo há três crianças, uma de cabelos lisos, castanhos e curtos, de blusa vermelha de mangas compridas e calça azul-marinho, outra de cabelo cacheado e marrom escuro curto, de pele marrom, blusa azul e calça laranja e a uma menina de cabelos laranjas, pele branca e vestido azul. Do lado direito da professora há mais três crianças. A primeira é um menino de pele branca e cabelo marrom escuro com topete, fazendo uma cara de desconfiado. Usa uma camisa verde escuro e uma calça azul. Ao seu lado há uma menina de pele branca e cabelos laranja-rosados, com um cardigan rosa claro e um vestido rosa choque. Por último um menino de pele branca e cabelos arrepiados e beges usa uma camiseta regata azul clara e calça azul escura.

Trabalhar com educação não é tarefa para qualquer um. O ensino envolve muita capacidade e empatia, e cada aluno é diferente, com o seu próprio jeito de aprender. O que a gente às vezes esquece de lembrar é que os professores e professoras também aprendem muito com seus alunos.

E hoje a gente veio contar a história de uma professora que aprendeu muita coisa quando encarou um problema que dificultou a prática da sua profissão. Quando a Silvana descobriu que tinha um nódulo nas cordas vocais, dar aulas passou a ser uma tarefa difícil, e ela encontrou um novo caminho com a comunidade surda!

A Silvana deu uma aula sobre como transformar desafios em oportunidades, e conta como o Hugo a ajudou nesse processo de mudança. Dá só uma olhada em quanta coisa essa professora fez depois de mergulhar no mundo da comunidade surda e da Libras:

Essa é a história da Silvana e da sua missão 💜

Trabalhei como professora por 20 anos na rede municipal da cidade de Porto Ferreira. Quando descobri um nódulo nas cordas vocais e na fenda triangular, o que dificultou muito o meu trabalho. Foi quando recebi a proposta de trabalhar com crianças surdas, por fato de possuir uma pós graduação como Intérprete Educacional, curso que fazia muito tempo que eu havia concluído. O Hugo me ajudou muito nesse trabalho, pois quando começamos a estudar Libras novamente, temos muitas dúvidas, principalmente pela dificuldade de memorizar vários e novos sinais. Gostei tanto que apresentei o Hugo para a escola toda. Eu tenho um projeto na escola onde ensino Libras para as crianças ouvintes do ensino regular que possuem em suas salas de aula alunos surdos. Fazemos apresentação de coral de Libras em eventos aqui em nossa cidade. Até citei o Hand Talk como acessibilidade no meu trabalho no curso de Gestão Educacional. Meu TCC teve como tema: Atendimento Educacional para Alunos Surdos. Tenho um aluno que ouve, mas não fala e que também adora o Hugo. Portanto o Hugo já faz parte da história de muita gente. No meu caso, é uma relação de pura gratidão.

Obrigada por existir, Hugo! E por acreditarem nesse projeto, tornando a vida das pessoas mais acessível.

A gente é que agradece, Silvana! O Hugo está aí para ajudar e a gente fica super contente quando ele afeta a vida das pessoas dessa forma! <3

Fundo laranja. No canto esquerdo está o Hugo e um balão de fala com a frase: "Aprenda uma nova língua com o Hugo." Ao lado desse balão a bandeira do Brasil e o texto: "Língua Brasileira de Sinais (Libras)" e abaixo a bandeira dos Estados Unidos e o texto: American Sign Language (ASL)

Qual é a sua história com o Hugo? Conta pra gente nos comentários!

Voltar ao topo