Início » Blog » Acessibilidade » A presença das Pessoas com Deficiência no mundo digital

A presença das Pessoas com Deficiência no mundo digital

Capa blogpost pessoas com deficiência no mundo digital. Imagem retangular na horizontal de fundo azul. Ao centro da imagem existe a ilustração de diferente pessoas com deficiência à frente de uma página na web.

A Quarta Revolução Industrial, conceito de Klaus Schwab, explica sobre a interconectividade entre a tecnologia e as pessoas. Assim, o meio de produção se desenvolve também pelo digital, além dos domínios físicos e biológicos. E é importante pensar nesse conceito ao considerar a presença das Pessoas com Deficiência no mundo online.

Afinal, se a tendência do planeta é a integração com a tecnologia, há de se pensar no acesso de todas as pessoas. Principalmente na navegação virtual e as suas possibilidades.

Por isso, esse conteúdo destaca os principais aspectos em torno da presença das Pessoas com Deficiência no mundo digital, assim como a importância da acessibilidade para PCDs e seus benefícios, que contribuem muito na vida não só dessas pessoas. 

 

Pessoas com deficiência e o seu poder de consumo

Além de lidar com preconceitos e dificuldades da falta de acesso, as PCDs ainda têm seu poder de compra subestimado. Isso quer dizer, que o comércio, não apenas eletrônico, desatende cerca de 25% da população brasileira. E ao considerar os dados mundiais, são mais de 1 bilhão de pessoas que não estão consideradas como potenciais consumidoras.

Ter os olhos fechados para essa parcela da população traz perdas não somente para elas. Na realidade, todo esse contingente representa uma perda imensa para empresas em todas as partes do mundo. Por isso, as organizações devem repensar seus modos de comercialização se quiserem atingir mais 1 em cada 4 brasileiros.

Afinal, essa mudança pode ser imensamente significativa. No Brasil, por exemplo, as Pessoas com Deficiência representam 23,6% da população economicamente ativa, o que indica potenciais compradores.

E quando esse debate ultrapassa as lojas físicas, o distanciamento das empresas com as PCDs torna-se ainda maior no mundo digital já que 57% das empresas estão conectadas apenas e exclusivamente para realizar vendas online.

 

Pessoas com deficiência e a sua presença na Web

Assim como o mundo está girando e cada vez mais utilizando meios digitais, inclusive por conta da pandemia que intensificou ainda mais a presença das pessoas na web, é muito mais comum ver pessoas com celulares na mão, inclusive crianças e idosos. 

Mesmo porque o acesso aos celulares e internet se tornou mais acessível de acordo com os anos. Por essas razões, é natural que Pessoas com Deficiência também estejam mais online. Entretanto, os sites brasileiros não estão prontos para receber este público. Segundo uma pesquisa da BigData Corp e o Movimento Web para Todos, 0,74% dos sites brasileiros exercem acessibilidade digital, possibilitando autonomia para esse público. 

Isso é um grande problema, pois segundo a Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo, o número de Pessoas com Deficiência que consomem por smartphones é de 46%. Ademais, cerca de 37% delas compra mensalmente e 23% quinzenalmente. Esses dados são de 2019 e que provavelmente vem aumentando a partir da importância da acessibilidade digital no período pandêmico.

Esses números representam de forma explícita o porquê de muitos e-commerces ainda estarem perdendo oportunidades de negócio. E, também, reforçam a importância de se pensar a presença das pessoas com deficiência no mundo digital.

 

Acessibilidade digital: benefícios da inclusão das PCDs no universo das redes

Apesar do contingente de usuários de navegação virtual das PCDs ser alto, este número poderia ser muito maior. Afinal, com o investimento em acessibilidade na web, mais pessoas seriam contempladas, bem como, naturalmente, passariam a consumir mais.

Para isso, é necessário que as empresas compreendam as barreiras existentes na web e fomentem a inclusão digital de Pessoas com Deficiência. Pois, além de promover uma sociedade mais justa, inclusiva e equitativa, existem diversas vantagens econômicas em torno da captação deste público.

Apenas no Brasil, cerca de 60 milhões de pessoas requerem um ou mais recursos de acessibilidade para navegar pela web. Então quais são os reais benefícios em investir nela? Confira abaixo quais são eles:

  • Ações de acessibilidade atendem não apenas PCDs, mas também analfabetos, idosos e pessoas com limitações temporárias;
  • Os sites com acessibilidade diferenciam-se no mercado e na web (melhora do SEO);
  • Segundo o Ecommerce Brasil, a acessibilidade digital é fator decisivo para 89% das PCDs;
  • Comunicação eficaz na entrega de informações, produtos e da marca;
  • A acessibilidade digital evita reclamações legais, multas e entre outros.

Já passou da hora de pensar que investir em acessibilidade é algo secundário, pois o que temos visto a cada dia é que isso tem se tornado um fator vital para as marcas. Agora que você aprendeu sobre a presença das Pessoas com Deficiência na web e entendeu a importância da acessibilidade, que tal começar dando o primeiro passo para transformar a realidade de milhões de brasileiros e contribuir para uma web mais acessível? Conheça o Hand Talk Plugin!

Banner com fundo verde água. Na lateral direita lê-se "Torne seu site acessível em Libras comnossos tradutores virtuais" em branco. No centro há um botão retangular verde escuro e contornado de branco com o texto "Saiba mais" centralizado. Ao canto esquerdo há uma tela de computador co o botão de acessibilidade em Libras na lateral. A Maya e o Hugo, tadutores virtuais da Hand Talk, estõa à frente dessa tela.

Voltar ao topo