8 coisas que geram acessibilidade e você não sabia

Capa do artigo sobre coisas que geram acessibilidade. Fundo verde. A Maya está no centro sorrindo e fazendo um sinal de positivo com a mão direita. Ao redor dela, estão os ícones da acessibilidade, legendas, robôs, casas inteligentes e fala.

De acordo com o dicionário, acessibilidade significa facilidade de acesso, representando coisas que são acessíveis. Isso vale desde estruturas físicas, como rampas, até práticas da comunicação, como falar pausadamente quando se está conversando com alguém com surdez e há uma pessoa intérprete de Línguas de Sinais sinalizando sua fala.

Esse é um tema fundamental quando pensamos em garantir que todas as pessoas tenham igualdade de acesso e oportunidades, concorda?

Infelizmente, muitas vezes, não conhecemos as várias soluções inovadoras que estão disponíveis para nós e que podem fazer a diferença na vida de muita gente. Por isso, vamos te contar aqui 8 dessas soluções e como elas podem beneficiar não apenas pessoas com deficiência, mas toda a sociedade. Vamos lá!

Principais soluções inovadoras para melhorar a acessibilidade

Existem diversas tecnologias assistivas, soluções e ferramentas que já estão disponíveis para a população, mas muitas vezes não sabemos que podemos usá-las em prol da acessibilidade. A maioria delas é de super fácil acesso no dia a dia, vem conferir quais são as principais!

Sistemas ativados por voz

Sistemas ativados por voz são tecnologias que possibilitam o controle de dispositivos por meio de comandos de voz. Eles fazem com que pessoas com deficiência física ou visual possam usar aparelhos eletrônicos de forma mais fácil e independente, ligando a televisão sem precisar sair do sofá, por exemplo.

Assistentes de navegação

Assistentes de navegação são dispositivos ou aplicativos que fornecem orientação e informações sobre o ambiente ao redor, sendo especialmente úteis para quem tem alguma deficiência visual. Eles ajudam na locomoção e na navegação em espaços desconhecidos, aumentando a independência e a segurança dessas pessoas. 

Um exemplo legal é o aplicativo Be My Eyes, que conecta pessoas com deficiência visual com pessoas que enxergam por meio de videochamadas. Assim, elas podem “emprestar seus olhos” para ajudar em tarefas do dia a dia, como conferir a data de validade de um produto ou a cor de uma roupa em uma loja.

Serviços de legenda

Nós já falamos bastante de serviços de legenda por aqui. Como você já deve conhecer, eles são recursos que transformam o conteúdo de áudio em texto, tornando-o acessível para pessoas surdas, com deficiência auditiva, que não conhecem o idioma sendo falado ou simplesmente que não podem escutar o conteúdo no momento. 

Eles são super relevantes para melhorar a acessibilidade, já que garantem que todas essas pessoas possam acessar informações importantes em vídeos, programas de TV, filmes e outros conteúdos audiovisuais!

Casas inteligentes

As casas inteligentes estão ficando cada vez mais conhecidas e popularizadas. Elas são residências equipadas com tecnologia IoT (Internet das Coisas ou Internet of Things, em inglês) que permite controlar dispositivos e sistemas de forma remota e automatizada

Mas como elas podem ser consideradas uma solução acessível? É a mesma lógica dos sistemas ativados por voz, proporcionando uma maior independência e conforto para pessoas com deficiência, especialmente aquelas com mobilidade reduzida, facilitando o dia a dia.

Sumarização de conteúdo por IA para Acessibilidade Cognitiva

O nome pode até parecer muito complicado, mas a explicação é simples: essa solução nada mais é do que a aplicação de algoritmos de Inteligência Artificial para resumir textos longos e complexos, tornando-os mais acessíveis para pessoas com dificuldades cognitivas. Essa é uma grande ferramenta acessível, permitindo que essas pessoas absorvam informações importantes de forma mais eficiente e compreensível.

Realidade Aumentada (RA) para navegação

A Realidade Aumentada (RA) para navegação é a utilização da tecnologia que sobreponha informações úteis, como direções e pontos de interesse, no ambiente físico. Apesar de esta, em específico, ainda estar mais distante do dia a dia da população no geral, pode ser uma grande aliada para melhorar a acessibilidade. 

A RA nesse contexto pode facilitar a navegação para pessoas com deficiência visual, ampliando as possibilidades de interação com o ambiente e tornando a experiência mais inclusiva e intuitiva.

Tecnologia háptica para sinalização

A tecnologia háptica para sinalização utiliza vibrações ou feedback tátil para indicar direções, alertas e informações, tornando a sinalização mais acessível para pessoas surdas ou com deficiência visual. Ela é responsável por proporcionar uma forma alternativa e inclusiva de comunicação e orientação em diversos contextos.

Um ótimo exemplo é pensar em monitores de bebê que vibram e mudam de cor para sinalizar para um pai ou uma mãe surdos que seu filho está chorando.

Robótica assistiva personalizada

A robótica assistiva personalizada refere-se ao desenvolvimento de robôs adaptados às necessidades específicas de pessoas com deficiência, auxiliando em tarefas do dia a dia, como locomoção, manipulação de objetos e comunicação. 

Um exemplo bem mais abrangente, mas que te ajuda a entender a ideia por trás desse conceito, são os famosos aspiradores robô. Eles ajudam a proporcionar maior independência e qualidade de vida.

Como a acessibilidade digital beneficia todas as pessoas usuárias

A acessibilidade digital beneficia todo mundo de várias maneiras. Ela proporciona uma melhor experiência da pessoa usuária, tornando o conteúdo mais compreensível e agradável, independentemente se alguém tem uma deficiência ou não. 

Além disso, recursos como texto alternativo em imagens e navegação simplificada tornam os sites e aplicativos mais fáceis de usar para todas as pessoas, incluindo as idosas e aquelas com habilidades digitais limitadas.

Produzir um conteúdo com acessibilidade digital em mente muitas vezes significa que ele é mais flexível. Dessa forma, ele se adapta a uma variedade de dispositivos, como smartphones, tablets e computadores, garantindo uma experiência consistente em diferentes plataformas

Ainda, ao contar com um conteúdo acessível, as empresas promovem a inclusão e a diversidade, criando um ambiente mais acolhedor e representativo para todas as pessoas usuárias. 

Além disso, a acessibilidade digital aumenta a conscientização sobre as necessidades das pessoas com deficiência, promovendo a empatia e a compreensão entre diferentes grupos.

Conclusão

A acessibilidade digital não se trata apenas de atender às necessidades das pessoas com deficiência, mas de criar uma experiência online mais inclusiva, eficiente e agradável para todas as pessoas usuárias. Por isso, é sempre muito bom ficarmos por dentro de todas as coisas que podem gerar acessibilidade, não é mesmo?

Se você gostou de saber sobre como todos esses recursos podem ser aliados da acessibilidade, então conheça também as soluções acessíveis da Hand Talk! 

Para deixar o site da sua empresa mais acessível, conte com o nosso plugin de acessibilidade digital. Agora, se quer aprender a se comunicar melhor com a comunidade surda em Libras (Língua Brasileira de Sinais) ou ASL (Língua de Sinais Americana), baixe já o nosso aplicativo gratuito que funciona como um tradutor de bolso de Línguas de Sinais!

Voltar ao topo